Solange Guedes deixa Petrobras, Capo é o novo diretor de E&P

Diretora é dispensada depois de três anos à frente do E&P; Carlos Alberto Oliveira é indicado para seu lugar

Carlos Alberto Pereira de Oliveira, o Capo, foi indicado pelo presidente da Petrobras Roberto Castello Branco para assumir a diretoria de E&P da companhia, substituindo Solange Guedes. A saída da executiva era dada como certa pelo mercado, mas o anúncio da última sexta-feira (7/1) havia frustrado as expectativas.

Funcionário de carreira da área de E&P, com 38 anos de casa, Carlos Alberto Oliveira é visto como um dos grandes nomes da companhia e há algum tempo vinha sendo cotado para cargos do alto escalão. Capo estava comandando a gerência de Integrada de Ativos de E&P, área ligada à Solange Guedes.

Além da área de E&P, Carlos Alberto Pereira de Oliveira trabalhou na área de Estratégia, Organização e Sistema de Gestão, junto com o ex-diretor Nelson Silva. A indicação do executivo será submetida à análise do comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão e, posteriormente, encaminhada à aprovação do Conselho de Administração.

Carlos Alberto Pereira de Oliveira é graduado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Militar de Engenharia e em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Além disso, possui mestrado em Finanças e Análise de Investimentos pela PUC-RJ.

Durante esses anos, foi gerente executivo de Exploração e Produção (1999 a 2002), diretor de E&P da Petrobras Energia, na Argentina (2003 a 2008), gerente executivo de Suporte Técnico da Área Internacional (2008 a 2012), gerente executivo de Desenvolvimento da Produção (2012 e 2016) e gerente executivo de Estratégia em 2016.

Solange Guedes foi nomeada diretora interina de E&P por Graça Foster, na ocasião de sua saída da presidência. A executiva permaneceu no cargo durante as gestões de Aldemir Bendine e Pedro Parente e era a diretora mais longeva da Petrobras até então, junto com Hugo Repsold, que também foi dispensado do cargo.

você pode gostar também