QGEP confirma que Atlanta terá produção abaixo do previsto

Conforme antecipado pela Brasil Energia Petróleo, estimativa de produção ficará em 16 mil barris/dia de óleo

A QGEP confirmou que a produção do campo de Atlanta ficou abaixo do previsto, como antecipado pela Brasil Energia Petróleo. A estimativa de produção média do sistema antecipado de Atlanta foi reduzida para 16 mil barris/dia de óleo, uma queda de 20% em relação aos 20 mil barris/dia de óleo anteriormente previstos.

O início da produção do campo de Atlanta ocorreu em 2 de maio deste ano. A estimativa divulgada nesta sexta-feira (25/5) pela empresa tem uma margem de 10% de variação.

A redução das estimativas de produção foi ocasionada por problemas elétricos na bomba interna do poço 7ATL-2HP-RJS, que em razão disso vem produzindo 7,5 mil a 8 mil barris/dia de óleo, diferente da projeção original de 10 mil barris/dia.

A operação do outro poço, 2-7ATL-2HP, está sendo auxiliada por uma bomba externa instalada no fundo do mar, que já estava contemplada no projeto original, que por estar mais afastada do reservatório apresenta performance mais fraca.

As duas bombas internas foram instaladas há cerca de quatro anos e têm tempo de vida útil médio de dois anos e meio.

Explotado pelo FPSO Petrojarl I, o sistema antecipado de produção de Atlanta possui ainda a possibilidade de conexão de um terceiro poço no início de 2019, ainda em estudo.

Por enquanto, o sistema continuará operando desta forma até pelo menos o início de 2019. Qualquer campanha de intervenção só será feita após aprovação e perfuração de um terceiro poço.

você pode gostar também