Inteligência e Segurança da Petrobras tem novo gerente

Indicado pessoal do presidente Jair Bolsonaro tem oito anos de companhia e ocupará vaga deixada por Regina De Luca

A área de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras (ISC) já está sob novo comando. Carlos Victor Guerra Nagem, o capitão Victor, como é conhecido, foi escolhido para comandar a pasta. Nagem substitui Regina De Luca, demitida em dezembro, quando Roberto Castello Branco ainda estava na fase de transição, sem ter assumido a Presidência da companhia.

Capitão Victor tem oito anos de Petrobras, sendo três na área de Inteligência e Segurança Corporativa, parte dos quais trabalhando ao lado de Regina de Luca. No ano passado, o funcionário concorreu ao cargo de deputado estadual no Paraná pelo PSC, mas não foi eleito, tendo apenas 583 votos (0,001% dos votos válidos).

Indicação pessoal do presidente

A área de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobras fica diretamente subordinada à Presidência da Petrobras. Fontes da petroleira afirmam que Capitão Victor é amigo do presidente Jair Bolsonaro e sua escolha teria sido uma indicação pessoal vinda de Brasília e não da Petrobras.

Nas duas fotos de capa de sua rede social, o novo gerente está ao lado do presidente, apertando a mão em uma e em outra abraçado, com as seguintes frases: Capitão Victor e Jair Bolsonaro, Brasil acima de tudo! Deus acima de todos!, honra, pátria, legalidade, moralidade, civilidade, e #somostodosbolsonaaros. Nos últimos tempos, as publicações da página são todas voltadas a menções ao novo presidente. Victor tem ainda outras fotos ao lado do presidente.

Regina De Luca foi nomeada por Pedro Parente para comandar a gerência de Inteligência e Segurança Corporativa , em dezembro de 2016. Na ocasião, a decisão gerou reação interna já que a executiva tinha sido secretária de Segurança Pública do Ministério da Justiça no governo Dilma Rousseff. O ex-presidente manteve a indicação, mas soltou um comunicado interno na época para os funcionários, afirmando que sua preocupação era com a competência profissional e a idoneidade, não importava partidos ou origem.

Durante o período em que esteve no cargo, a ex-gerente sempre estava presente nos leilões da ANP, ao lado do presidente da Petrobras e da diretora de E&P, Solange Guedes. Regina De Luca chegou a participar de uma das campanhas publicitárias da Petrobras para TV sobre compliance & corrupção, lançada no fim do ano, mas a sua propaganda foi retirada do ar, após o seu desligamento da companhia.

Após a publicação da reportagem, a Petrobras enviou uma nota para a Redação da Brasil Energia Petróleo:

“A Petrobras confirma a indicação do empregado Carlos Victor Guerra Nagem para ocupar o cargo de Gerente Executivo de Inteligência e Segurança Corporativa da companhia. O nome será submetido aos procedimentos internos de governança corporativa da Petrobras.
Graduado em Administração pela Escola Naval, Carlos Victor é funcionário da Petrobras há onze anos, dos quais seis lotado na área de Segurança Corporativa. Possui mestrado também em Administração, pela Coppead/UFRJ, tem dez anos de docência no Ensino Superior e é capitão-tenente da reserva da Marinha.”

você pode gostar também